Não sou nada
Nunca serei nada
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. 

Álvaro de Campos 
(heterónimo de Fernando Pessoa) 
excerto do poema: A Tabacaria


>> Micro-fotonovela em Nova Iorque << 

Um tributo ao poeta e sua pátria, a Língua Portuguesa. ​


// em português // marocain // uruguayo  // english

Server IP: 54.177.117.207